Inovação

Super-KamiokaNDE - Laboratório de Observação de Neutrinos

Super-KamiokaNDE - Laboratório de Observação de Neutrinos


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Super-Kamiokande apoia Experiência de detecção de neutrino Super-Kamioka, frequentemente mencionado como Super-K ou apenas SK. Este é um observatório de neutrinos localizado perto da cidade de Hida, Japão. Super-K é nomeado após o Monte Kamioka, logo abaixo do qual o observatório está posicionado.

[Fonte da imagem: Wikimedia]

Neutrino é uma partícula subatômica sem carga elétrica, o que significa que viaja pelo espaço e pela matéria sem a afeição dos campos magnéticos. Os neutrinos se originam de reações nucleares como as que ocorrem no Sol, também conhecidas como decaimento radioativo. o Super-K observatório foi criado para observar a decadência de prótons, neutrinos solares e atmosféricos, e também para observar estrelas de supernovas no Galáxia Via Láctea.
O observatório está posicionado em Mozumi Mine, mil metros abaixo da superfície. Sua parte principal é um tanque cilíndrico de aço inoxidável cheio de água ultrapura. O tanque mede 41,4 m de altura e um diâmetro de 39,3 m, o que dá espaço para 50 mil toneladas de água. O espaço dentro do tanque é dividido em detector interno que ocupa a maior parte (36,2m de altura e 33,8m de diâmetro) e o restante do espaço é ocupado pelo detector externo. O detector interno é formado por uma superestrutura de aço inoxidável na qual estão montados 11 146 tubos fotomultiplicadores com diâmetro de 51 cm. Esses tubos estão voltados para o detector interno, e há outros 1885 de tubos semelhantes, mas menores (diâmetro de 20 cm), voltados para o detector externo. Um material polimérico especial chamado Tyvek separa o detector interno e o externo.

Neutrino é detectado usando sua interação com partículas de água. Essa interação forma uma partícula carregada que tem velocidade maior que a velocidade da luz na água. É importante saber que este caso específico diz respeito à velocidade da luz na água e que é impossível para qualquer partícula conhecida exceder a velocidade da luz no vácuo.
Este impacto causa um fenômeno conhecido como radiação Chervenkov, que é considerado o equivalente óptico a um estrondo sônico. Essa radiação ocorre como um cone de luz e é projetada como um anel na parede. Lá, ele é detectado pelos tubos fotomultiplicadores e o tipo de neutrino que entra é determinado.
O predecessor do Super-K foi construído com o propósito de provar ou negar a existência de decaimento de prótons. Era chamado de Instituto de Pesquisa de Raios Cósmicos no Universidade de Tóquio e foi concluído em 1983. A unidade de detecção, chamada KamiokaNDE (Kamioka Nucleon Decay Experiment) era dezenas de vezes menor que o SK, contendo 3.000 toneladas de água ultra-pura e mantendo mil tubos fotomultiplicadores. Após uma atualização em 1985, o observatório foi capaz de detectar neutrinos solares e de uma supernova no Grande Nuvem de Magalhães.
Embora este observatório tenha alcançado sucessos óbvios, seu propósito inicial relativo ao decaimento de prótons não foi alcançado. É por isso que outra atualização se tornou necessária. Super-Kamiokande iniciou as operações em 1996 e dois anos depois anunciou a primeira evidência de oscilação de neutrino. Esta foi de fato a primeira evidência para apoiar a teoria de que o neutrino tem massa diferente de zero.

através da: [wikipedia.org]


Assista o vídeo: Japans Next Neutrino Hunter Could Revolutionize Particle Physics (Setembro 2022).


Comentários:

  1. Palmer

    Quero dizer que você não está certo. Eu posso provar. Escreva para mim em PM, vamos discutir.

  2. Roman

    É a condicionalidade, não é mais nem menos

  3. Ocumwhowurst

    Aqui está um bastão de árvore de Natal



Escreve uma mensagem